Mundo Exponencial
Pensamento para o Século 21

Entendendo a Maturidade Digital

Considerando as capacidades digitais e capacidades de liderança como as principais dimensões para a avaliação do nível de maturidade digital de uma organização podemos dividi-las nos quadrantes representados no diagrama a seguir.

Quadrantes de Maturidade Digital.png

Vamos entender as características das organizações em cada quadrante*.

Conservadores - Empresas que têm líderes efetivos mas que utilizam regulamentação e situações confortáveis de mercado para justificar a manutenção do que entendem ser um estado de estabilidade. Aversos a mudanças e aos riscos que percebem ser derivados delas. Ignoram o risco de permanecer imóveis em uma realidade de constantes transformações.

Walking Dead - Empresas que têm líderes que além de serem avessos a mudanças são, ao mesmo tempo, pouco efetivos. Estas empresas vivem uma realidade de negação da necessidade de mudanças, muitas vezes complicada pela incapacidade de reconhecer que precisam de ajuda em ambas as capacidades. Estas empresas não tem muito tempo para iniciar uma mudança, de outra forma serão empurradas para fora do mercado por concorrentes que talvez sequer conheçam.

Fashion - Empresas onde as lideranças estão cientes da necessidade de mudanças e que tem diversas iniciativas para explorar o emprego de diferentes tecnologias. Devido à falta de uma visão coesa de onde se pretende chegar e de como empregar a tecnologia, muitas vezes chega a ter múltiplas iniciativas com o mesmo objetivo. Não é raro estas empresas serem lideradas por executivos que estão sempre utilizando os dispositivos mais modernos e que acompanham os desenvolvimentos de tecnologia e negócios.

Digital Masters - Estas são as empresas que combinam líderes efetivos com uma visão de onde se pretende chegar com o emprego adequado da tecnologia. Nestas empresas as iniciativas de emprego de tecnologia suportam a realização da visão.

Caso tenha interesse em conhecer mais sobre estes conceitos e sobre transformação digital, entre em contato conosco. Conheça, também, nossa oferta de Mentoria Executiva.

*Estas classificações são adaptações de conceitos apresentados no livro Leading Digital de George Westerman, Didier Bonnet, Andrew McAfee publicado em 2014 pela Harvard Business Review Press.

Quadrantes de maturidade digital KPIs.png

Ser uma das empresas que podem ser consideradas como Digital Masters faz muita diferença(**) nos resultados. Estas empresas superam as dificuldades que seus concorrentes encontram através de um melhor investimento em tecnologias adequadas e têm a sua liderança engajada com o futuro digital dos negócios. Estas empresas são 26% mais rentáveis que seus concorrentes no setor e geram 9% a mais de resultado com seus ativos físicos.

Capacidade Digital X Faturamento: as empresas que têm suas capacidades digitais mais desenvolvidas conseguem gerar mais faturamento a partir dos seus ativos físicos. As empresas do grupo Fashion têm 6% mais de resultado com seus ativos físicos ficando um pouco atrás dos Digital Masters têm 9% a mais. Por outro lado, aquelas empresas com baixa capacidade digital têm dificuldades para melhor rentabilizar seus recursos físicos. O resultado com ativos físicos dos Walking Dead é prejudicado em -4% enquanto que o dos os conservadores são afetados em -10%.

Capacidade de Liderança X Rentabilidade: as empresas com capacidade de liderança avançadas são consideravelmente mais rentáveis. Os Conservadores são 9% superiores aos seus concorrentes enquanto que os Digital Masters são 26% melhores. Já naquelas empresas onde as capacidades de liderança e governança são limitadas a rentabilidade é muito afetada quando comparada com a média dos seus concorrentes. As empresas do grupo Walking Dead têm sua rentabilidade afetada em -11% enquanto aquelas do grupo Fashion são atingidas com uma redução de 24%.

**Dados de pesquisa publicada no livro Leading Digital de George Westerman, Didier Bonnet, Andrew McAfee publicado em 2014 pela Harvard Business Review Press.